Hotel terá de indenizar hóspede que foi assaltado no saguão dos elevadores que dão acesso aos quartos. A decisão é da 27ª câmara de Direito Privado do TJ/SP ao fixar indenização de R$ 7 mil e considerar que houve falha na segurança do estabelecimento.

Na inicial, o autor contou ter se hospedado em um hotel na Rua da Consolação/SP e, ao adentrar no estabelecimento, foi assaltado no saguão dos elevadores que dão acesso aos quartos. Na ocasião, o criminoso, de posse de arma de fogo, coagiu-lhe a entregar seu relógio da marca Tissot e fugiu sem contenção por parte dos seguranças. Segundo o hóspede, ao ser comunicado do ocorrido, o hotel não tomou qualquer providência, razão pelas quais lhe imputa a falha na prestação dos serviços.

O estabelecimento, em sua defesa, aduziu não ter sido possível fornecer imagens do circuito de câmeras porque estava em manutenção. Afirmou, ainda, que estaria configurada a inexistência do defeito por ser ato exclusivo de terceiro.

Em 1º grau o pedido autoral foi julgado improcedente. Ele conseguiu reverter o caso no TJ/SP.

Em seu voto, o relator ressaltou que o assalto à mão armada não tem o condão de, isoladamente considerado, eximir o estabelecimento de responsabilidade, haja vista o dever de segurança imposto aos hospedeiros.

“A responsabilidade do réu somente seria excluída se ele demonstrasse fato inevitável, o que inocorreu ‘in casu’.”

Com efeito, a indenização por danos morais foi fixada em R$ 7 mil.

Fonte : Migalhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *